A Eficiência Energética busca a minimização dos recursos naturais para gerar a mesma quantidade de energia, garantindo redução de custos.

Mesmo este sendo um termo pouco conhecido no brasil, pode-se afirmar que é um dos mais importantes no âmbito da energia. De forma resumida, podemos tratar a eficiência energética como um conjunto de medidas que serão implantadas em um local, com o intuito de se obter uma redução nos custos de água e energia, porém atentando para que os processos finais não sejam alterados (como a qualidade ou quantidade dos produtos).

“Fazer mais com menos energia.” Este é o slogan da ABESCO (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia) que esclarece por si próprio o conceito da eficiência energética.

Em 2017, a ABESCO publicou um documento onde estima que em 2016 o país deixou de economizar aproximadamente R$ 20 bilhões, ou 47 GWh, em energia. Isso corresponde a 10% do consumo do país.

 

 Ficou curioso?

Saiba que todo produto ou processo pode passar por uma avaliação para se estimar o quão eficiente energeticamente ele é. Os exemplos podem começar na sua residência, onde vão desde melhorias simples como a substituição de geladeiras ou máquinas de lavar, até o estudo aprofundado na indústria e comércio, melhorando a eficiência de motores, compressores e bombas ou otimizando freezers, fornos e iluminação.

Para que a eficiência energética seja implantada, inicialmente é realizada uma avaliação energética dos processos consumidores de energia, onde serão definidas ações que visam a redução de custos através do consumo de água e energia. Para isso, são levantadas sugestões técnico – econômicas que podem contemplar alterações em equipamentos, materiais e/ou serviços. Por fim, as alterações vêm acompanhadas da gestão de energia e do gerenciamento do projeto.

 

 

E por onde você pode começar?

Tenha em mente que a eficiência energética vai muito além da implantação de alta tecnologia ou da automação e controle de todos seus processos. Muitas vezes, começar pela mudança comportamental de uma empresa gera resultados a curto prazo, além de investimento zero.

Algumas dicas rápidas:

  • Comece por entender seu uso de energia e seus processos produtivos;
  • Tenha um controle interno das suas faturas de energia e analise as descrições dos seus principais maquinários;
  • Tenha certeza das suas necessidades de produção, evitando máquinas ociosas ou sobrecarregadas;
  • Considere procurar uma empresa ESCO.

ESCO é a abreviação de Energy Service Company, ou em português, Empresa de Serviço de Energia. São empresas focadas no aumento da eficiência de processos, gerando economia energética e financeira. Elas atuam em todas as fases do processo da EE, desde o levantamento de informações do regime da empresa, até estudos de viabilidade técnica, financeira e ambiental, propondo melhorias específicas para cada caso.

Após o levantamento de suas necessidades, o apoio tecnológico é essencial. Podemos citar melhorias como a troca de motores e bombas, ou a mudança de caldeiras para uso com cogeração. A WEG, por exemplo, possui soluções de alta eficiência em motores, filtros de manga, silos, torres de resfriamento, entre outras alternativas. A ESCO lhe dará o devido suporte atentando para as alterações de maior emergência.

Por fim, o monitoramento energético e a gestão de energia são essenciais. Isso é feito através de indicadores que ajudam no acompanhamento dos processos e melhorias energéticas.

Tudo isso irá gerar impactos em diversos setores: de forma imediata, no financeiro da sua empresa. Mas além disso, estamos lidando com economia de recursos e de infraestrutura de toda a matriz energética brasileira.

 

Sabia que a ELNIX ENERGY é uma empresa ESCO?

Fique a vontade para entrar em contato.